2017-09-11 - 17:40
Para discernir a verdade do evangelho precisamos da ajuda do Espírito Santo
Assim também hoje, podemos ter um vasto conhecimento racional e teológico das escrituras sagradas, mas isso tudo não é suficiente para entrar no Reino de Deus
UM ENCONTRO COM O AMOR - PARTE 1
Um pecador atraído pelo Amor. João 3:1-16.
Pr G Jimmy Cornejo

Video Ministração:



Audio 
Ministração:

Um pecador atraído pelo Amor. João 3:1-16.

Sem dúvida alguma o capítulo 3 do Evangelho de João é um dos mais conhecidos e citados pelos cristãos. Ao seguirmos o pensamento do escritor, observamos que ele segue fielmente o seu propósito deixando claro no capítulo 20:31: apresentar a Cristo como o filho de Deus. Assim ele avança mostrando o início do ministério público do Senhor. Vários fatos acontecem na passagem de Jesus por Jerusalém durante a festa da Páscoa. Aqui vemos o Senhor conversando com um mestre dos fariseus que é atraído pelo amor de Jesus e o procura de forma escondida.

Que verdades que este texto nos ensina?

Esta narrativa nos mostra com toda clareza a maneira de atração que Deus usa para salvar a humanidade. Veremos a seguir algumas ações que nos conduzem a Salvação:

1.      Reconhecer a Jesus (João 3:1-2). Havia um fariseu chamado Nicodemos, que era líder dos judeus. Uma noite ele foi visitar Jesus e disse: — Rabi, nós sabemos que o senhor é um mestre que Deus enviou, pois ninguém pode fazer esses milagres se Deus não estiver com ele. Quem era Nicodemos? Ele era um fariseu e como nós já sabemos estes se caracterizavam por considerar-se os mais religiosos, ou guardiães da lei, eram os fundamentalistas da época de Jesus. Nicodemos como membro deste grupo era um conhecedor profundo das doutrinas do A.T e nela parece que ele confiava. Ele era um dos principais expoentes do farisaísmo da época, porém ele tinha várias dúvidas em relação às posições teológicas de seu grupo diante do ensino e milagres que Jesus fazia, pois o amor e autoridade demonstrada por Jesus para com as pessoas era totalmente antagônico a pregação farisaica. E foi por esse amor que Nicodemos foi atraído, cumprindo-se assim a profecia dita por Oseias 11:4 Com laços de amor e de carinho, eu os trouxe para perto de mim; eu os segurei nos braços como quem pega uma criança no colo. Eu me inclinei e lhes dei de comer. Então ele vai em busca de Jesus na calada da noite e faz as seguintes afirmações: a) Jesus era um Mestre; b) Jesus era enviado por Deus; c) Os milagres que Jesus fazia era uma prova clara de que Deus estava com Jesus. Porém, todo esse reconhecimento e todas essa declarações não foram suficientes para Nicodemos ser salvo. Ele teria que avançara ainda mais neste caminho. 

2.      Precisamos ouvir o evangelho. João 3:3 Jesus respondeu: — Eu afirmo ao senhor que isto é verdade: ninguém pode ver o Reino de Deus se não nascer de novo.  Diante das declarações feitas por Nicodemos, Jesus lhe deu uma resposta bem prática: ninguém pode ver o Reino de Deus se não nascer de novo.  Quem sabe Nicodemos estivesse esperando ter uma conversa mais teológica que respondesse seus questionamentos e tensões filosóficas, mas Jesus conhecedor do coração do homem, apenas diz para Nicodemos que o requisito para entrar no Reino é nascer de novo. De fato, as expectativas de Nicodemos seriam supridas em um novo nascimento. Nicodemos estava ouvindo algo que nunca antes tinha escutado a respeito do Reino e isso estava enchendo seu coração de fé. Paulo diz na carta aos Romanos no cap. 10:17 Portanto, a fé vem por ouvir a mensagem, e a mensagem vem por meio da pregação a respeito de Cristo. Certamente Nicodemos estava muito atento às palavras pronunciadas por Jesus. E você, tem sido um bom ouvinte do evangelho, tem disponibilizado seu tempo para escutá-lo? Lembre-se, a fé vem pelo ouvir a mensagem. 

3.      Devemos discernir as verdades espirituais contidas no Evangelho. João 3:4 Nicodemos perguntou: — Como é que um homem velho pode nascer de novo? Será que ele pode voltar para a barriga da sua mãe e nascer outra vez?  A resposta de Jesus ecoou nos ouvidos de Nicodemos de uma maneira tão esquisita que ele não teve outra coisa a fazer, se não perguntar novamente, v4.
Quando você escuta o evangelho, como você interpreta essas palavras? Você as interpreta de uma forma natural e humana ou você pede a iluminação do Espírito Santo?
Parece que aqui Nicodemos estava interpretando estas verdades de uma maneira totalmente humana, mas Jesus respondeu e responde ainda hoje para todos que o novo nascimento não é um fato físico, nem uma doutrina de reencarnação, como alguns acreditam. João 3:5 Jesus disse: — Eu afirmo ao senhor que isto é verdade: ninguém pode entrar no Reino de Deus se não nascer da água e do Espírito. Quem nasce de pais humanos é um ser de natureza humana; quem nasce do Espírito é um ser de natureza espiritual. Por isso, não fique admirado porque eu disse que todos vocês precisam nascer de novo. Para discernir a verdade do evangelho e especificamente o novo nascimento precisamos da ajuda do Espírito Santo (João 16:13) Porém, quando o Espírito da verdade vier, ele ensinará toda a verdade a vocês. O Espírito não falará por si mesmo, mas dirá tudo o que ouviu e anunciará a vocês as coisas que estão para acontecer. Você tem procurado a ajuda do Espírito Santo para entender as verdades contidas no Evangelho? Você já nasceu de novo? Aliás, nascer de novo é: a verdadeira conversão a Cristo; é sua transformação de vida; é a sua regeneração que envolve a mudança da sua mente (metanoia).

 

4.      Devemos abrir nossa mente e nosso coração para discernir o evangelho. João 3:9 — Como pode ser isso? — perguntou Nicodemos. Jesus respondeu: — O senhor é professor do povo de Israel e não entende isso? Pois eu afirmo ao senhor que isto é verdade: nós falamos daquilo que sabemos e contamos o que temos visto, mas vocês não querem aceitar a nossa mensagem. Se vocês não creem quando falo das coisas deste mundo, como vão crer se eu falar das coisas do céu? Ninguém subiu ao céu, a não ser o Filho do Homem, que desceu do céu. Nicodemos ainda não tinha entendido completamente a primeira resposta de Jesus, então ele faz uma segunda pergunta: como aconteceria o novo nascimento? Essa pergunta talvez não foi surpreendente para Jesus, já que ele conhece todos os corações, porém ela revela o fato de que mesmo o profundo conhecimento da Lei não dava a Nicodemos a possibilidade de participar do Reino de Deus.
Assim também hoje, podemos ter um vasto conhecimento racional e teológico das escrituras sagradas, mas isso tudo não é suficiente para entrar no Reino de Deus, pois, precisamos nascer do Espírito e para isso temos que estar dispostos a abrir mão de nossas interpretações humanas para que assim a verdadeira revelação de Cristo traga aos nossos corações uma nova vida.  Você tem essa atitude diante da palavra de Deus? Ou você apenas tem racionalizado e questionado a verdade do evangelho?

 

5.      Devemos entender os sinais divinos João 3:14 — Assim como Moisés, no deserto, levantou a cobra de bronze numa estaca, assim também o Filho do Homem tem de ser levantado. É importante destacar aqui que a discussão que está acontecendo entre os dois mestres. Nicodemos, o mestre fariseu, humanista e racionalista, e Jesus o Mestre divino e espiritual. Assim Jesus usando os textos do A. T que certamente Nicodemos conhecia muito bem, o leva ao passado para lembrá-lo de fatos históricos de suma importância que aconteceram após a saída do povo judeu do Egito.
Jesus, então usando o texto de Num. 21:4-9 diz: Então os israelitas saíram do monte Hor pelo caminho que vai até o golfo de Ácaba, para dar a volta em redor da região de Edom. Mas no caminho o povo perdeu a paciência e começou a falar contra Deus e contra Moisés. Eles diziam: — Por que Deus e Moisés nos tiraram do Egito? Será que foi para morrermos no deserto, onde não há pão nem água? Já estamos cansados desta comida horrível! Aí o Senhor Deus mandou cobras venenosas que se espalharam no meio do povo; e elas morderam e mataram muitos israelitas. Então o povo foi falar com Moisés e disse: — Nós pecamos, pois falamos contra Deus, o Senhor, e contra você. Peça a Deus que tire essas cobras que estão no meio da gente. Moisés orou ao Senhor em favor do povo, e ele disse: — Faça uma cobra de metal e pregue num poste. Quem for mordido deverá olhar para ela e assim ficará curado. Então Moisés fez uma cobra de bronze e pregou num poste. Quando alguém era mordido por uma cobra, olhava para a cobra de bronze e ficava curado.  Jesus explica para Nicodemos que da mesma forma que aquele povo rebelde que sofreu as consequências de seu pecado através das mordidas das cobras estavam destinados a morte. No entanto, quando eles reconheceram seu pecado, pediram para Moises interceder por eles. Deus diz a Moises para fazer uma cobra de metal e pendurá-la num poste. Assim, quem for mordido pelas cobras teria que olhar para a cobra pendurada para que o veneno não fizesse mais seu efeito letal e a pessoa não morresse. Em outras palavras, essas pessoas que estavam destinadas a morte nasceriam de novo. Jesus diz a Nicodemos que isso era uma figura daquilo que iria acontecer na sequência. Este fato que acontecera no deserto era uma sombra do que aconteceria com Jesus na cruz do calvário. Desta forma Jesus traz uma palavra profética para mostrar para Nicodemos que nele se efetuaria seu cumprimento. Da mesma maneira que a cobra foi pendurada num poste e quem olhava pra ela não morria, assim também o filho de Deus seria pendurado numa cruz, porém ele atrairia a atenção do mundo todo  para si, entretanto seriam salvos apenas aqueles que nele confiassem.

 

6.      Devemos crer plenamente em Jesus para sermos salvos. João 3:15 para que todos os que crerem nele tenham a vida eterna. Porque Deus amou o mundo tanto, que deu o seu único Filho, para que todo aquele que nele crer não morra, mas tenha a vida eterna. Essa é a verdade que acabamos de mencionar. O fato de Jesus ir à cruz para salvar o pecador e atrair a atenção de todos, foram claramente reveladas a Nicodemos, mas também hoje são reveladas a nós, pois como ressalta aqui o v15, seria necessário que Jesus ao ser levantado, se tornasse o alvo das atenções. Com que objetivo? Por que Jesus deveria ser o centro de atração de todos? Bem, porque ao olharmos para ele e para seu sacrifício em nosso lugar, crendo, podemos obter vida eterna.
O versículo 16 nos mostra a intensidade do amor de Deus Pai por toda a humanidade expressada em Jesus o filho unigênito. E este amor incluiu os que creem e exclui os que não creem. Você crê piamente nesse plano maravilhoso? Você já aceitou esse presente de Deus contido em Cristo Jesus?

Concluindo esta primeira parte...

Podemos dizer que os passos que Nicodemos deu o conduziram ao encontro com Jesus. Com isso, sua alma foi satisfeita e ele ganhou a entrada no Reino de Deus e a vida eterna. E você, está com seu coração sedento? Preste atenção! A lei nunca lhe satisfará, muito menos a religião. Nada disso é capaz de preencher o vazio do seu coração. Portanto, sugiro que você dê os mesmos passos que Nicodemos tomou e vá ao encontro do Mestre Divino e Espiritual – nosso Senhor Jesus.


 

Tags da Matéria:  
 

  •  
    voltar