2017-12-11 - 18:26
A maior doença não é a física, é a espiritual e emocional.
Em nossos dias, muitos buscam nas religiões, nas seitas, nas programações de curas, milagres e libertações
Jesus, expressão da misericórdia de Deus
Jo 5.1-15
Pr. José Ernesto D’Azevedo Carneiro

Jo 5.1-15

Essa é uma das histórias bem interessantes acerca do contato de Jesus com alguém doente. Ela é cheia de ensinamentos que podem nos ajudar a lidar com nossas próprias doenças e a dos outros. Aqui, Jesus nos mostra como encarar os ambientes de enfermidades não apenas físicas, mas, também psicológicas e espirituais.

Este milagre aconteceu em Jerusalém, próximo de um tanque chamado Betesda, que significa lugar de misericórdia ou casa da misericórdia.

·         Era um tanque famoso pela quantidade de gente que o frequentava.

·         Era um local onde se exercia muita paciência, pois um anjo de tempo em tempo descia e agitava as águas.

·         Havia ali, também, muita disputa e os espertos e mais rápidos se davam bem, porque o primeiro que entrasse no tanque era curado.

·         Ou seja, na prática, não era um local de compaixão, mas sim, um ambiente de murmuração, revolta, pessimismo e superstição.

As pessoas chegavam ali doentes e tornavam-se piores porque suas almas ficavam enfermas.

 

E Jesus, então, resolve passar por ali naquele sábado e se aproxima do homem paralítico porque soube que ele vivia naquela condição há 38 anos.

 

E QUAL ERA A REALIDADE DAQUELE PARALÍTICO?

Ele era desanimado, triste, indefeso, dependente, pobre e resignado à sua condição. Provavelmente, revoltado e derrotado porque sempre era deixado para trás. Era como chamamos, vulgarmente, um azarado na vida, um miserável.

 

E O QUE ESTA HISTÓRIA TEM A VER COMIGO E COM VOCÊ?

 

·         Você deve conhecer pessoas que sobrevivem da doença; pessoas que se acostumaram com a rotina e as desculpas que a sua enfermidade lhes proporcionam. 

·         Você deve conhecer pessoas que de tanto tempo que estão doentes, não querem mais ser curadas. Preferem o dia a dia da dor do que a cura que as libertará.

·         Isso é comum em nossos dias. Muitos dependentes químicos, pessoas com feridas expostas e mendigos pensam e vivem desta maneira.

·         Se você quiser curar estas pessoas ou propor uma saída para o problema, elas, muitas vezes, ficam irritadas.

 

E isso acontece porque as doenças e deficiências trazem certos “benefícios”:

 

·         Alguns podem chegar atrasados e sair antes.

·         Trabalhar menos, não se comprometer.

·         Alguns conseguem descontos em compras.

·         Outros preferem esta vida porque eles próprios estabelecem suas regras.

 

Então, muitas pessoas estão vivendo como aquele paralítico, esperando a descida do anjo e o agitar das águas! Em nossos dias, muitos buscam nas religiões, nas seitas, nas programações de curas, milagres e libertações.

 

·         O paralítico buscava no Tanque de Betesda.

 

MAS, JESUS, A VERDADEIRA EXPRESSÃO DA MISERICÓRDIA DE DEUS, OFERECE UMA OPORTUNIDADE PARA AQUELE HOMEM. (v.6)

 

Jesus o identifica e se aproxima dele e lhe pergunta: você quer ser curado?

Jesus faz esta pergunta óbvia, provavelmente, porque o tempo e as circunstâncias tinham tornado a alma daquele homem deficiente e essa era sua pior enfermidade, e não sua paralisia.

Ele já sabia conviver com a paralisia, mas não sabia lidar com sua alma enferma de tanta autocomiseração e complexo de inferioridade.

Então, é como se Jesus estivesse dizendo: Você sabe o que acontecerá quando eu te curar? Sabe o que vai mudar na sua vida? Está disposto?

 

·         Você não terá mais desculpas.

·         Vai ter que trabalhar, pois durante 38 anos você foi sustentado.

·         Vai ter que mudar todos os seus hábitos no dia a dia.

·         Isso envolverá seu relacionamento com a família, com os amigos, os estranhos, os religiosos legalistas entre outras situações.

·         Você receberá uma nova vida.

Você, realmente quer ser curado?

 

E QUAL FOI A RESPOSTA DO PARALÍTICO? (v. 7)

 

·         Senhor, não tenho ninguém que me ajude a entrar no tanque quando a água é agitada. Enquanto estou tentando entrar, outro chega antes de mim (v.7)

·         Ele não respondeu com objetividade;

·         Antes apresentou uma justificativa, uma desculpa.

·         Nós, muitas vezes, também nos comportamos deste jeito.

·         Não tenho tempo, não tenho dinheiro, não tenho amigos, não tenho qualificação, os outros tiveram mais oportunidades, eles são mais rápidos, são melhores e por aí vão as evasivas. E todas estas coisas só agravam a situação.

 

ENTÃO, JESUS LHE DIZ: (v.8)

Levante-se, pegue a sua cama e ande.

Jesus não valoriza sua resposta. Não alimenta sua dor. Não aceita suas desculpas. Não lhe unge com azeite e nem programa um evento de cura ou espetáculo. 

Ao contrário, JESUS lhe dá uma ordem!

Aliás, 3 ordens: levantar, pegar e andar. O Senhor apela para a vontade daquele paralítico. Chama-o para uma decisão. É como se tivesse dizendo: Chega de escravidão emocional, física, espiritual. Chega de estagnação, de impedimentos, autocomiseração. A partir de hoje, você é uma nova pessoa. E o texto diz que a cura foi imediata! (v.8)

 

POR QUÊ?

Porque Jesus, o filho de Deus o alcançou. A graça maravilhosa e poderosa de Deus o atingiu. O cordeiro de Deus tirou o peso do pecado que lhe condenava.

Concluindo.

Jesus ainda tem poder sobre todas as doenças e enfermidades. Entretanto, saiba que a maior doença do ser humano é o pecado, é a independência de Deus, a rebeldia em relação aos seus propósitos. A maior doença não é a física, é a espiritual e emocional.

Existem muitas pessoas com doenças físicas ou necessidades especiais que amam a vida e vivem para a glória de Deus. Servem a Deus e ao próximo. São felizes e realizadas.

Eu não sei como você se sente ou encontra-se doente há alguns anos, ou ainda, não sei se sua alma está enferma devido às circunstâncias difíceis que já enfrentou.

Mas, Jesus está dizendo pra mim e pra você, nesta noite: Levante-se, pegue a sua vida e ande na minha presença!

 

Antes de formá-lo no ventre eu o escolhi. Então, não sirva apenas aos seus desejos. Viva para os meus propósitos. Seja produtivo no meu reino. Comprometa-se comigo e com minha igreja. Deixe-me fazer a sua vida valer a pena.

 

É isso que Jesus está nos dizendo agora.

 

Eu quero orar por você!

 


 

Tags da Matéria:  
 

  •  
    voltar