2017-07-24 - 15:14
Ele revelou a natureza divina que recebeu como Filho único do Pai.
E qual é a importância de ouvirmos primeiro a Jesus, antes mesmo de ouvirmos Moisés, Elias, Paulo, Pedro, João ou qualquer outro servo de Deus em nossos dias?
A ELE OUVI – PARTE 2
Jo 1.1-14
Pr. José Ernesto D’Azevedo Carneiro

Jo 1.1-14  

No dia 02 de julho eu comecei a falar com os irmãos sobre a ênfase do Pai no sentido de ouvirmos seu Filho Jesus, antes de qualquer outra autoridade espiritual. Disse que Deus foi tão claro sobre isso porque sabia que enfrentaríamos uma avalanche de ruídos (vozes) e de tentações no sentido de ouvirmos homens como se fossem nossos ídolos. 

Quero seguir nesta linha. Gostaria de continuar falando sobre o tema: A ELE OUVI. 

E qual é a importância de ouvirmos primeiro a Jesus, antes mesmo de ouvirmos Moisés, Elias, Paulo, Pedro, João ou qualquer outro servo de Deus em nossos dias?

É que Jesus é a Palavra da Vida.

·         Jesus é a fonte da vida, não apenas do conhecimento, dos dons e talentos. E ninguém mais é capaz de doar a vida de Deus ao homem. E é a vida de Jesus que transforma o homem.

·         Todas as outras pessoas foram enviadas para falar a respeito dele, inclusive João Batista.

·         Mas, Jesus é Deus e se tornou um ser humano e viveu entre nós, cheio de amor e de verdade. Ninguém viveu plenamente desta maneira como ele, amando incondicionalmente e sendo verdadeiro em tudo o que disse.

·         Ele revelou a natureza divina que recebeu como Filho único do Pai.

·         Portanto, ele deve ter a primazia em nossas vidas, porque só ele tem a palavra da vida, a palavra que transforma aqueles que creem. Ele disse: O Espírito de Deus é quem dá a vida, mas o ser humano não pode fazer isso. As palavras que eu lhes disse são espírito e vida, mas mesmo assim alguns de vocês não creem (Jo 6.63).

·         Se quisermos crescer espiritualmente, precisamos ouvi-lo. Mas, se o que desejamos é apenas conhecimento podemos ouvir apenas os homens.

Quando ouvimos a voz de Jesus ele nos tira da confusão que existe no mundo e na nossa vida.

(Jo 1.4) A luz brilha na escuridão, e a escuridão não consegue apagá-la.

·         A escuridão é o lugar do caos, da confusão, do medo, do engano, da opressão e da morte.

·         Mas, quando Jesus veio, a revelação de Deus ganhou forma e expressão; ganhou corpo, sentimentos, pensamentos, voz, emoção, atitudes, movimento. A palavra se fez carne e habitou entre nós. A Luz brilhou.

·         As pessoas não precisam mais viver longe de Deus, confusas ou presas às falsas doutrinas, às vãs filosofias ou religiões humanas. Não precisam mais ficar confusas mentalmente, emocionalmente e espiritualmente.

·         Porque em Jesus todos nós somos iluminados e esclarecidos. Ele veio para nos ensinar, nos guiar, nos mostrar o caminho.

·         E se nós dermos ouvido à sua voz, não entraremos em confusão, não sofreremos a vergonha da derrota, nem nos revoltaremos contra o Senhor.

·         Pelo contrário, aqueles que temem ao Senhor, aprenderão com ele o caminho que devem seguir. Eles sempre terão sucesso, e a Terra Prometida será dos seus filhos (Sl 25.12-13).

·         Os que ouvem a voz de Jesus saberão que ele é o Senhor, e que os que confiam nele não serão envergonhados nem confundidos (Is 49.23).

·         Irmãos! Nenhum dos que esperam Nele ficará decepcionado; decepcionados ficarão aqueles que, sem motivo, agem traiçoeiramente (Sl 25.3).

·         Agora, lembrem-se: Todos os caminhos do Senhor são amor e fidelidade para os que andam na sua presença e de acordo com sua aliança (Sl 25.10).

·         O segredo de não andar nas trevas é andar na presença de Jesus, pois quem anda nele, anda na luz sem medo de tropeçar. Por isso, escutem o que ele diz.

Último ponto. Jesus é a plena comunicação de Deus com os homens.

Eu sei que Deus fala de várias maneiras. No livro de Jó, encontramos um texto bem interessante sobre as diversas formas de Deus se comunicar. Eliú está ministrando ao coração de Jó e fala:

Jó 33.14-18 Eu lhe digo que você não tem razão, pois Deus é maior que as criaturas humanas. Por que você acusa Deus, afirmando que ele não dá atenção às nossas queixas? Deus fala de várias maneiras, porém nós não lhe damos atenção. De noite, na cama, quando dormimos um sono profundo, ele fala por meio de sonhos ou visões.  Deus fala aos nossos ouvidos, e os seus avisos nos enchem de medo. Ele fala com a gente para que deixemos de pecar e para que não nos tornemos orgulhosos. Assim, ele nos livra da morte e não deixa que nos joguem na sepultura.

Aqui temos algumas formas através das quais Deus nos falou: sonho, visão, palavras.

Mas, olha o que diz o livro de Hebreus 1.1-3 Antigamente, por meio dos profetas, Deus falou muitas vezes e de muitas maneiras aos nossos antepassados, mas nestes últimos tempos ele nos falou por meio do seu Filho. Foi ele quem Deus escolheu para possuir todas as coisas e foi por meio dele que Deus criou o Universo. O Filho brilha com o brilho da glória de Deus e é a perfeita semelhança do próprio Deus. Ele sustenta o Universo com a sua palavra poderosa. E, depois de ter purificado os seres humanos dos seus pecados, sentou-se no céu, do lado direito de Deus, o Todo-Poderoso.

Nestes últimos tempos ele nos falou por meio do seu Filho. A ele ouvi.

COMO OUVÍ-LO ENTÃO? Quero te dar alguns toques.

·         Leia muito os evangelhos.

·         Veja o brilho da glória de Deus na história dele.

·         Ouça suas palavras, tente sentir suas emoções, capte seus pensamentos, observe suas atitudes.

·         Ali você pode contemplá-lo. Veja que Ele é Deus.

·         Observe mais o que ele criou e sinta o seu poder.

·         Veja também o brilho da glória de Deus na sua história.

Eu sei que embora seja impossível conhecê-lo perfeitamente, ainda assim acredito e peço ao Pai que venhamos conhecê-lo mais, para que assim Deus encha completamente o nosso ser com a natureza dele.

Jesus é o Filho querido de Deus e é a ele a quem temos que ouvir e é pra ele a quem temos que olhar.


 

Tags da Matéria:  
 

  •  
    voltar